13-Pergunta da Semana


Esta é a semana número  33
13/08 - 19/08/2018

Hoje é Sexta-Feira, 17 de Agosto de 2018
Hora: 0:16:15

  1. Pergunta da Semana 30/05/ - 05/06/2018


  2. Um gato é visto frequentemente no canteiro de obras. Parece que mora alí. O que devo fazer?



    Resposta:

    Gato (Felix domesticus)


    A presença de animais em ambientes de trabalho é indesejavel. Neste caso, do gato, ele pode estar ali à caça de ratos ou mesmo fugindo.
    Animais podem causar problemas, atacar algum trabalhador, derrubar caixas, equipamentos, andaimes etc. bem como vir a depositar fezes e urina no local.

    O gato deve ser retirado do local, mas sejamos coerentes, não devemos maltratar o animal, apenas agir de forma para que ele não venha mais ao conteiro de obras.
    Ele pode ser adotado, pode exemplo.

    Vele lembtrar que maltrato de anmimais é crime.




  3. Pergunta da Semana 23/05/ - 29/05/2018


  4. Se eu já sei de antemão a intensidade de ruído de um equipamento, deve mesmo assim medir novamente?



    Resposta:

    Britadeira
    Para fins de documentação e avaliação é necessário que a intendsidade de ruído seja medida e verificada. Isso inclui fazer a medição da intensidade do ruído em determinado momento e repassar esses dados para o PPRA ou outro documento ou mesmo tomar uma atitude de indicar o uso de EPIs, etc.

    Saber o valor da intendidade de ruído, de cor, não significa que ela não possa variar e apresentar um valor diferente, nem exime oprofissional de SST de afrerir os dados, mesmo por que os equipamentos podem estar avariados e apresentarem valores diferentes. Deve-se então medir a intensidade de ruído e conferir se está de acordo com outras medidas previamente feitas e/ou com futuras medições também.

    É desejável que se messa periodicamente os valores de intendsidades de ruídos, bem como qualquer outros valores, para fins de aferição e controle.
    Deve ser feita a medida, mesmo que se saiba o valor, para aferição e confirmação dos dados.

    Também é interessante fazer várias medidas para fins estatísticos.


    Em Estatística, quanto mais medidas tivermos, mais próximo do valor real estaremos e mais confiáveis são os dados.




  5. Pergunta da Semana 15/05/ - 22/05/2018


  6. Sátira* sobre o Problema da Corrupção no Brasil e os Sapos



    Resposta:

    Sapo (Buffo viridis)
    Em um pais grande como o nosso há bilhões de mosquitos Aedes aegipt, vetor da dengue. Há aproximadamente - embora não podemos afirmar com certeza isso - centenas de mosquitos para cada habitante. Apesar dos esforços do governo, no combate ao mosquito, a doença tem se proliferado, a exemplo dos mosquitos.

    Com a proliferação dos mosquitos se desencadeia, uma coisa inusitada. Um efeito dominó, atingindo desvio de verbas para o combate aos mosquitos, dinheiro desviado e outros casos de rapinagem de verbas públicas, já bem conhecidos de todos, devido à incompetência dos governos nas últimas décadas. Entra aqui também o famoso efeito borboleta, que diz que uma pequena ação, no caso um mosquito, causa uma grande repercussão, a saber, um governo ineficiente e corrupto.

    Há quem diga, que acidente de trabalho mata mais que dengue. E podemos comprovar a veracidade deste fato analisando os dados estatísticos, que o dinheiro é tão mal aplicado, que os acidentes de trabalho matam mais que a dengue, quer seja pelo dinheiro destinado a Dengue ser desviado e mal aplicado, como por ser o dinheiro destinado a mitigação dos acidentes e doenças do trabalho ser quase nulo, devido a ignorância e o descaso do governo .
    Mas se houvesse equilíbrio natural entre as espécies de sapos e mosquitos, ou mesmo se nosso governo fosse um governo sóbrio, tudo isso poderia ser facilmente evitado. Mas a realidade é outra. Cientistas afirmam que os sapos possuem 4 famílias, divididas em 6 gêneros e 27 espécies (fonte: Wikipedia), algumas inclusive em perigo de extinção, devido a agentes poluentes. O mosquito Aedes, por sua vez, possui 159 espécies e 46 subgêneros (fonte: Wikipedia).

    Devido a esses números, fatalmente superiores, dos mosquitos, em relação seu inimigo natural, o sapo, podemos facilmente concluir que o motivo da corrupção no Brasil deve-se a falta de sapos!

    * Sátira - forma de criticar algo ou alguém de maneira humorística (fonte: Cambridge Advanced Learner's Dictionary)


  7. Pergunta da Semana 06/05/ - 14/05/2018


  8. Comentário sobre Dividir e Conquistar (Lei 13.467/2017)



    Resposta:

    Napoleão (divide ut regnes)


    Em Política e Sociologia, dividir para conquistar consiste em ganhar o controle de um lugar através da fragmentação das maiores concentrações de poder, impedindo que se mantenham individualmente. O conceito refere-se a uma estratégia que tenta romper as estruturas de poder existentes e não deixar que grupos menores se juntem.

    Esse conceito foi utilizado pelo governante romano César (divide et impera), Filipe II da Macedónia e imperador francês, Napoleão (divide ut regnes).

    No Brasil, durante o governo Temer, foi aprovada a Lei 13.467/2017 que extingue a exigência obrigatória do desconto da contribuição sindical dos trabalhadores.
    Isso pode parecer muito bom a curto prazo, pois todos olham isso como um desconto a menos no salário, mas os problemas virão a longo prazo é aí que vamos o quanto isso vai nos custar.
    Ora, esta lei, não vem a ser nada mais que DIVIDIR E ENFRAQUECER a classe trabalhadora, quebrar os sindicatos financeiramente para que estes não incomodem mais o governo. Assim sendo, tambem a cupula das federações dos empregadores podem manter um maior controle sobre os trabalhadores, lhes impondo sua vontade.